sexta-feira, 30 de outubro de 2009

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

SERÁ UMA SOLUÇÃO!!???




Solução Para A Crise Econômica

Mês de Agosto, às margens do Mar Negro. Chovia muito e o vilarejo estava totalmente abandonado. Eram tempos muito difíceis e todos tinham dívidas e viviam de empréstimos.
De repente, chega ao vilarejo um turista muito rico. Entra no único hotel do vilarejo, coloca sobre o balcão uma nota de 100 euros e sobe as escadas para escolher um quarto.
O dono do hotel pega os 100 euros e corre para pagar sua dívida com o açougueiro.
O açougueiro pega o dinheiro e corre para pagar o criador de gado.
O criador pega o dinheiro e corre para pagar a prostituta do vilarejo, que por conta da crise, trabalhou fiado.
A prostituta corre para o hotel e paga o dono pelo quarto que alugou para atender seus clientes.
Nesse instante, o turista desce as escadas após examinar os quartos, pega o dinheiro de volta, diz que não gostou de nenhum dos quartos e abandona o vilarejo.
Ninguém lucrou absolutamente nada, mas toda a aldeia vive hoje sem dívidas e otimista por um futuro melhor....
Está ao vosso critério.
fonte elizabete




|

domingo, 25 de outubro de 2009

UMA DE ALENTEJANO... Só podia!!


Ontem à noite fiz amor com a minha mulher quatro vezes seguidas - disse o algarvio - e de manhã, ela fez um delicioso crepe e disse que me amava muito.
Ah, ontem à noite fiz amor com a minha seis vezes - resposta do lisboeta - e de manhã, ela fez uma deliciosa omeleta e disse que eu era o homem da vida dela.
Como o alentejano ficou calado, o algarvio perguntou:
Quantas vezes é que fez amor com a sua mulher ontem à noite?
Uma - respondeu o alentejano.
Só uma?! - exclamou o lisboeta
E de manhã, o que é que ela disse?

Nã pares!!!!!!!

POSSÍVEIS FRASES HISTÓRICAS !




Minha esposa sempre quis ter um bom físico
(Albert Einstein)

Nunca pude estudar Direito
(O corcunda de Notre Dame)
Sempre quis ser o primeiro
(João Paulo ll)
O automóvel nunca substituirá o cavalo
(A égua)
Disseram-me para jogar junto à linha branca
(Diego Maradona)
Tenho um nó na garganta
(Tiradentes)
Gosto da humanidade
(Canibal)
Chega de humor negro
(Ku Klux Klan)
És a única mulher da minha vida
(Adão)
Levantarei os caídos e oprimirei os grandes
(Sutiã)
O evento foi um verdadeiro estouro
(Bin Laden)


foto:Flávio

terça-feira, 20 de outubro de 2009

CEIFEIRA DO ALENTEJO


Ceifeira,ceifeira!...Quem me dera ser camponês
Ceifar as flores do prado, caminhar p,lo campo fora.
Alcançar-te mais na corrida,viver a vida outra vez
Cantar cantigas de amor,ter a idade que tens agora.

Olhar os teus olhos,ter-te sempre muito perto de mim
Repartir o pão,o trabalho,comer no mesmo prato contigo.
Abraçar-te,olhar as flores.o campo sem ter fim
Dar findo,olhar o sol.juntar o molho ceifando o trigo.

A tua graça, a frescura.os verdes anos que ela tem
Na sombra do seu chapéu ,p`lo sol que já lá vem
Com vaidade no seu valor,ostentando a sua beleza

De trajes garridos, tudo em ti muita graça tem
As papoilas, o campo.o sol ajuda a queimar também
Ali perto,sem saber alguém te quer merecer, ceifeira ....

domingo, 18 de outubro de 2009

SOUSEL, O REGRESSO DAS OLIVEIRAS


Eis a minha razão, lendo eu uma informação no portal da Câmara Municipal de Sousel que estava aberto o concurso para arranjos a embelezamento da Praça da Republica ,pergunto ?
Se a calçada à portuguesa volta a ser instalada , se balcão ficará na mesma dimensão e tiram as "latas" da praça.
Quanto ao embelezamento retornem a identificação de um concelho rural como plantar as oliveiras ou então comprá-las já feitas, não às laranjeiras já agora também não as palmeiras podia-se criar a tentação de mau gosto .
Pelo projecto não consigo delinear a intervenção, que compara o presente com o futuro, concordo com a prosa.
Estou só a perguntar!!!!???
fonte: memória descritiva

sábado, 17 de outubro de 2009

TAMBÉM TIVE UM SALAZAGALHÃES....!





...e se era apanhado a limpar o "écran" com a manga da camisola, levava um "calduço".

...e se me queixasse em casa de que a professora me tinha dado umas reguadas (raramente o fazia e apenas se merecidas) ainda levava mais.

... e as escolas tinham um aspecto limpo (que ajudávamos a manter aos sábados de manhã - não era considerado trabalho infantil) não tinham grades nem sequer muros altos, e tinham uns canteiros de flores a que retirávamos as ervas daninhas uma vez por outra, sob orientação do/da prof. também aos sábados de manhã. Chamavam-se actividades circum-escolares....

...e não havia processos de alunos e/ou pais contra prof's que eram muito respeitados, por ajudarem a educar os filhos.
fonte:aserra